terça-feira, 2 de julho de 2013

Macarrão de Abobrinha

Eu vi! Eu vi você torcendo o nariz! Tá achando ruim? Eu posso piorar. Não é o molho que é de abobrinha, é a própria massa. Massa de PURA ABOBRINHA!

Minha foto ficou com super cara de miojo. 

Tirei a receita lá do blog da Simone, que tem barriga de tanquinho, e faz a gente passar mal de lumbriga postando todo dia fotos variadas de tentações comestíveis no Instagrão. Daí você acha que aquele bolo que ela postou é muito chocolate, doce de leite, brigadeiro... mas não, caras! É só coisa low carb cheia de proteína. Não quer dizer que seja necessariamente light, tá? Afinal, ela malha horrores. Mas quer dizer que é saudável!

Zatamente o caso desse macarrão aqui. Fiz, não acreditei na consistência da massa, adorei, e compartilho minha versão convosco neste espaço amigo:

- 2 abrobrinhas (que aqui tem nome chique: courgete... aqui abobrinha é só aquilo que sai da sua boca)
- 30g de nozes mistas (eu usei castanha de caju mermo)
- 30g de queijo de cabra (ou algum outro queijo forte de sua preferência)
- 1 golinho de leite
- 1 dentinho de alho
- 1 tantinho de catchup 
- 1 cadinho de curry
- orégano, sal, óleo

Fazer a massa é muito simples. É só ralar a abobrinha no ralo grosso, na altura do comprimento, de modo a fazer fios. Faça o mais comprido que você conseguir, pra ficar parecido com macarrão. Esse "macarrão" vai ser frito bem rapidinho com o alho e um fiozinho de óleo. Mas, caras, é mesmo vapt vupt. Não pode deixar amolecer, senão perde a consistência macarronística. Pro molho: triture as nozes. É muito fácil de esmagar elas com uma faca... também é terapêutico. E corte o queijo em pedacinhos derretíveis. Agora é só fritar as nozes com os temperinhos. Quando começar a parecer fritinho (avermelhadinho nos pontos de contato), diminua o fogo, acrescente o queijo, e ajude a amolecer com o golinho de leite. É essa a finalidade do leite, derreter o queijo e dar uma certa cremosidade ao molho. A finalidade do ketchup é outra: dar uma corzinha! Se o molho estiver no ponto pra você, desligue o fogo e misture a abobrinha. Eu gosto de fazer isso na frigideira, pra dar aquela última queimadinha... mas essa sou eu, a piromaníaca.

É muito fácil ficar descrente com essa receita, né? Eu sei. Mas, conselho: acredita bunita!

7 comentários:

  1. Respostas
    1. Ah, ótima pergunta!!! O gosto de abobrinha fica bem sútil. A massa pega mais o gosto dos temperos... A abobrinha acaba servindo como massa base, sabe? Aquela que tem gosto de quase nada?

      Excluir
    2. hummmmm interessante! Vou anotar a receita ;)

      Excluir
  2. Thais, aqui em casa se eu fizer esta receita só eu como pq marido tem ojeriza de queijo de qq tipo (ainda pago uma sessão de regressão de memória pra ele afim de descobrir a causa!).
    Já cozinhei penne e fusili com molho de abobrinhas cortadas em quadradinhos refogadas e temperadas com pimenta calabresa. Ornou!
    Vi o corte das abobrinhas no site da Simone. Ou a bella tem mandoline ou cortou as courgetes com um bom descascador de batatas.
    Vou ter de alterar o molho q vc deu. Ai... o q o amor não faz!
    Bjs.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Esse macarrão parece mesmo pegadinha, né? Difícil alguém que se atreva comer abobrinha assim de graça. Mas enfim, eu gostei. Só não faço sempre porque ralar a abobrinha tipo macarrão é meio chatinho.

      Excluir